MCA apoia Bombeiros Voluntários de Guimarães

Manuel Couto Alves, presidente do MCA Group esteve presente na cerimónia de entrega do donativo MCA, no valor de 25 mil euros, no âmbito de campanha de angariação de fundos para a aquisição de uma autoescada para os Bombeiros Voluntários de Guimarães, cerimónia que decorreu no quartel da corporação. No evento foi feita entrega do donativo com a presença de diversos elementos, desde o comando até aos operacionais.
Este apoio é um contributo e também uma chamada de atenção às pessoas, empresas e entidades para se associarem na ajuda à aquisição da nova autoescada, um equipamento fulcral para o combate a incêndios, essencialmente no centro histórico da cidade, o qual tem a classificação de Património Mundial da Unesco desde 2001. Também as zonas urbanas do concelho onde os acessos são mais difíceis irão beneficiar largamente deste equipamento com tecnologia de ponta especialmente contruído e adequado às necessidades da corporação.

BOMBEIROS – MUITO MAIS DO QUE SE PENSA
Recebidos pelo Presidente da Associação de Bombeiros, João Pedro Castro e pelo Comandante, Bento Marques foi feita uma visita às instalações e diversas valências dos BGV, ficando bem patente a constante atividade e multiplicidade de solicitações a que a corporação dá resposta diariamente. Em média são mais de 30 ocorrências, e por este número se percebe bem o papel fundamental da instituição.
Coube ao Comandante Bento Marques dar a conhecer os meios existentes, o espólio histórico preservado e os diversos espaços do quartel. Em particular destacar a Central, onde são processados os contactos, tanto aqueles que são feitos diretamente como os que chegam via CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) do Sistema Integrado de Emergência Médica. Foi possível conhecer e vivenciar as várias etapas e como funciona o sistema desde que alguém liga o 112. A adequação dos meios e a capacidade de resposta a situações de emergência salva-vidas, e por isso, os BVG estão em constante alerta.

RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE
O apoio no desenvolvente socioeconómico das comunidades onde está inserido faz parte da génese do MCA Group e da politica de Responsabilidade Social. Da mesma forma, sendo um grupo multinacional, com forte presença internacional, o MCA Group assume com orgulho as suas raízes na cidade berço da nação e contribui ativamente para o reconhecimento e valorização das instituições locais, em particular no cumprimento dos valores de sustentabilidade, diretamente relacionado com a proteção ambiental, social e do património histórico de Guimarães.

MAIS QUE UM DONATIVO, UM APOIO PARA A VIDA
Para além do apoio específico na aquisição da autoescada, o MCA Group lança internamente uma campanha de sensibilização e de informação sobre a instituição para que os colaboradores e parceiros conheçam e fiquem sensibilizados para a realidade dos BVG e das suas mais diversas necessidades. Como corolário, o MCA Group tornou-se “sócio empresa” pretendendo dar o exemplo, para que outros o façam também.

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE GUIMARÃES – HISTORIAL
A cidade de Guimarães possuía já desde 1788 uma Companhia de Bombeiros Municipais. Em 4 de Junho de 1869 ocorreu um grande incêndio no centro de Guimarães tendo reduzido a cinzas várias casas e provocando ainda a morte de 4 pessoas. É depois deste incêndio bem no centro da cidade, que se começa a desenvolver a ideia de criar uma Corporação de Bombeiros Voluntários. Um requerimento assinado por algumas personagens ilustres da cidade de Guimarães e remetido à Câmara Municipal de Guimarães a 6 de dezembro de 1876 dava conta do pedido de uma bomba e respetivos apetrechos com vista à formação de uma associação denominada por Bombeiros Voluntários de Guimarães.
Assim, em 19 de março de 1877 por iniciativa de José Martins de Queirós Montenegro, mais conhecido por “Minotes” e 1º Comandante dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, inauguraram-se as primeiras instalações e sendo esse mesmo dia instituindo como o seu aniversário.
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães tem como principal missão a proteção de pessoas e bens, designadamente o socorro a feridos, doentes, náufragos e a extinção de incêndios, detendo e mantendo em atividade, para o efeito, um corpo de bombeiros (voluntários ou misto), com observância do definido no regime jurídico dos corpos de bombeiros.